27 de outubro de 2007

O Universo


O universo não é uma idéia minha.
A minha idéia do Universo é que é uma idéia minha.
A noite não anoitece pelos meus olhos,
A minha idéia da noite é que anoitece por meus olhos.
Fora de eu pensar e de haver quaisquer pensamentos
A noite anoitece concretamente
E o fulgor das estrelas existe como se tivesse peso.





Poema de Albeto Caeiro
Ilustração de Kathleen Kemly

2 comentários:

Ch disse...

Acabo de chegar do Hálito.
E, como sempre, chego renovado em sensibilidade.
Por aqui, o universo se faz mais belo quando esculpido por Caeiro e retratado por Kathleen Kemly, na imagem do jovem sonhador noturno.
Janela afora, o céu lembra Van Gogh e suas estrelas circulares [deve haver algum cipreste escondido, não?].
Abraços, minha cara.
Carlos

Carol Timm disse...

Ana,

Cheguei aqui através do link do CH.

Eu li teu blog, eu degustei todos os poemas e ilustrações em perfeita sintonia, de pura delicadeza e imensa beleza.

Estou linkando você e em breve vou colocar algusn poemas que li aqui na Casa de Leitura e até na Casinha de Brinquedo, meu blog para crianças.

Como são lindos os poemas do Luís Infante, que aqui publicaste!

Parabéns! Tudo muito bonito aqui!
Fiquei fã!

Beijos,
Carol