17 de fevereiro de 2012

Tenho uma coisa para te entregar

Tenho uma coisa para te entregar,
uma pedra a pôr no chão da rua,
uma lunar presença sob o sol.

Tenho uma coisa para te devolver,
para ficar minha sendo tua,
aquecida no tempo e nestes olhos.

Tenho uma coisa que eu te posso dar
que é o vento a vir atrás do verde
e a dizer azul no teu cabelo.



















poema de Pedro Tamen
ilustração de Renée Nault

1 de fevereiro de 2012

5 anos...

[Rébecca Dautremer]
...tentarei estar um pouco mais activa durante o próximo ano!








O sonho

Pelo sonho é que vamos,
Comovidos e mudos.
Chegamos? Não chegamos?
Haja ou não frutos,
Pelo Sonho é que vamos.

Basta a fé no que temos.
Basta a esperança naquilo
Que talvez não teremos.
Basta que a alma demos,
Com a mesma alegria, ao que é do dia-a-dia.

Chegamos? Não chegamos?

 -Partimos. Vamos. Somos.


Sebastião da Gama